A Psicoterapia como Profissão

Os Psicoterapeutas apoiam pessoas que estejam a passar por desafios na vida e que se traduzem numa crise emocional, como poderá ser o luto, a perda do emprego, problemas relacionais, adições, entre outros. Também podem acompanhar alguém que simplesmente se queixe de uma sensação vaga de perda de sentido na vida, ou de que algo não está bem. Um Psicoterapeuta está qualificado para ajudar as pessoas a navegar rumo a uma vida prazerosa e com propósito. A profissão de Psicoterapeuta atrai pessoas de áreas e percursos de vida diversos, habitualmente pessoas que passaram pelo seu próprio processo psicoterapêutico e que sentem o chamamento do serviço ao próximo. Os que escolhem a Psicoterapia como profissão são pessoas que reconhecem que a saúde mental é a base para a saúde global e para o bem-estar na vida.

Segundo a European Association for Psychoterapy (EAP), a Psicoterapia é uma disciplina científica independente, praticada após formação avançada, com claros critérios de qualidade e dentro do paradigma científico vigente.

Em Portugal, existe um conjunto de sociedades científicas, associações sem fins lucrativos e escolas associadas a empresas que têm programas de formação profissional na área da Psicoterapia, que formam um conjunto relativamente vasto de profissionais da Psicoterapia que exerce esta atividade sem o devido reconhecimento formal.

Com efeito, no nosso país, não existe um quadro legal que defina a Psicoterapia, a atividade do Psicoterapeuta, os critérios para a sua certificação e formação, os seus princípios éticos e regras deontológicas, apesar da relevância da saúde mental no contexto geral da saúde pública. Na legislação portuguesa estão claramente definidas as atividades da Psiquiatria e da Psicologia, atividades já estabelecidas na sociedade portuguesa e que diferem da prática da Psicoterapia.

Algumas escolas portuguesas de Psicoterapia são reconhecidas pela EAP e formam profissionais certificados por esta entidade Europeia, a qual reconhece que a Psicoterapia abrange uma gama de abordagens e métodos diferentes baseados num corpo teórico, metodológico e de investigação específico.
A APPC, enquanto membro da FEPPSI , pretende contribuir para a definição e para o enquadramento legal da Psicoterapia em Portugal como atividade autónoma e independente, ainda que complementar, da Psiquiatria e da Psicologia.